POR FAVOR

Seguidores

jueves, 31 de marzo de 2011

AMORAH KWAN YIN - RETORNO À INOCÊNCIA




Somos todos inocentes. Sim, não há realmente nada para retornar. Nós somos inocentes. No entanto, temos muitas vezes mal empregado nossa identidade. É hora agora de reclamá-la e lembrar quem somos.

Muitas pessoas que estão trabalhando na cura de si mesmos têm encarado experiências do passado que nos deixaram sentir envergonhados e impuros. Por exemplo, não é de todo incomum para indivíduos que foram abusados sexualmente e fisicamente violados, ou mesmo apenas criticados fortemente sentirem que já não são inocentes e puros e bons o suficiente. Mas isso é ilusão.

Quando pessoas são violadas de alguma maneira, elas geralmente assumem a pena do infrator. E fazendo isso, eles começam a acreditar que sua essência é falho de alguma forma por causa do que aconteceu. Em alguns casos tais indivíduos acreditam que o crime aconteceu porque eles já eram falhos e não suficientemente bons. É impossível que isso seja verdadeiro.

As experiências da vida e idéias limitadas não são a fonte da verdade. Pode ser verdade que algo aconteceu com você ou você teve um pensamento doloroso ou emoção. Isto é, contudo, uma verdade passageira, e não a Verdade Divina. Perante a Verdade Divina todos nós somos inocentes e puros. Caso tenhamos mal colocado temporariamente nossa identidade em eventos ou pensamentos e emoções, devemos aprender a reclamá-las e retornarmos à Divina Verdade de que somos belos seres de Luz que somos incapazes de perder a inocência e a beleza espiritual.

Há muitos bilhões de anos atrás, antes que as formas da vida física (como os humanos) fossem criadas, todos nós existimos em um plano superior da realidade. Os nossos espíritos e almas nasceram inicialmente nesta realidade superior. Houve então um momento quando tudo mudou nesta existência no qual um veemente pensamento atravessou toda a existência. Esse pensamento foi: "Quero experimentar todo o potencial da minha existência." Este pensamento provocou uma reação em cadeia ao longo de todos nós e por toda a Criação e isso iniciou um novo ciclo de existência. Eu chamo a isso de novo ciclo "O Ciclo do Experienciar Todos os Aspectos da Existência."

Este ciclo durou a todos nós por muitas vidas bem como nos levou a outras experiências dimensionais. Nós matamos e fomos mortos. Amamos e odiamos. Temos sidos grades sacerdotes e sacerdotisas religiosos bem como grandes magos negros. Temos sido monges e degenerados sexuais. Em outras palavras, escolhemos experienciar as potencialidades por nossas almas e para partilharmos com os outros. Quando nós finalmente desempenhamos suficientemente esses papéis neste mundo uma profunda urgência veio a nós para conhecermos a Verdade Divina e para lembrarmo-nos de quem somos. Começamos a "saber" no nosso íntimo que devia haver mais que isso. Essa vontade inspirada pelo Espírito Santo, ou desejo, vem de nossas almas e de nossa eterna inocência.


Uma vez que este desejo de inspiração para conhecer a Verdade e quem nós somos começa, começamos a ter revelações. Então, uma necessidade de cura e limpeza de todas as experiências passadas, emoções e pensamentos limitados surge. Se, durante este ciclo de nosso despertar nós pudermos conscientemente saber que somos Lindos Seres de Luz de Inocência e Beleza e lembrarmos que ao fazer a cura necessária, o nosso despertar e "retorno" a inocência será imensamente acelerado e muito mais gracioso. Então, em seu dia a dia deixe que esse conhecimento da verdadeira natureza de quem você é se acerque de você, libere a vergonha e ilusões limitantes fundadas em experiências passadas e ame todos os aspectos de si mesmo que sempre existiram e existem agora e seja livre. Somos todos inocentes!






Traduzido por May

No hay comentarios:

Publicar un comentario